Empreendedorismo

14/12/2020 / 6 meses atrás

Conheça os códigos de barras mais comuns existentes

Conheça os códigos de barras mais comuns existentes

Fonte: Imagem do acervo do site Pixabay.

 

Você já se perguntou para que serve e como funciona aquela barrinha presente nos produtos e o porquê de estarem em todas as etiquetas das mercadorias?

 

O código de barras tem o objetivo de identificar individualmente os produtos, sendo que cada mercadoria deve conter um código de barras diferente.

 

Os códigos de barras auxiliam na velocidade das transações, na captação de dados e oferecem um melhor controle de estoque. Além disso, são utilizados para transações virtuais, vendas em marketplaces e até em notas fiscais.

 

Atualmente, o código de barras tem grande importância na cadeia logística, já que trabalha de maneira integrada com softwares de gestão. Assim, é possível ter total controle da mercadoria comprada, estocada e vendida pelas empresas.

 

Entre as opções de códigos de barras mais usadas no mundo podemos citar o código EAN-8, UPC-12, EAN-13, DUN-14, Código de barras 39, Código 128, Código de barras intercalado 2 de 5, Código de barras Codabar, Código de barras PDF417, Databar, QR code e DataMatrix.

 

Claro que nem todos possuem as mesmas funcionalidades, pois alguns servem para identificação universal e individual, enquanto outros são para registros de mercadorias em conjunto, assim como outras opções são para identificação digital.

 

Mas, para quê exatamente serve cada opção?

 

A EAN Global Conceito Job irá lhe explicar quais são todas as funcionalidades dessas barrinhas mágicas:

EAN-8

 

O código de barras EAN-8 é uma versão condensada do código EAN-13, que é o mais utilizado no cotidiano das empresas, e-commerces e lojas de varejo.

 

EAN significa European Article Number ou número de artigo europeu, por ter sido criado justamente na Europa. Atualmente, é utilizado em praticamente todo mundo, exceto em países como Canadá e EUA.

 

O código de barras EAN-8 foi criado para suprir a necessidade de inserir códigos em etiquetas de produtos muitos pequenos, por isso existe a abreviação de 5 números.

 

Eles são divididos em dois conjuntos de quatro números cada. Além disso, não é possível utilizar letras ou outros caracteres para identificar o código.

 

Sua vantagem é a economia de espaço em produtos que possuam um espaço extremamente reduzido para colocar 13 dígitos, por exemplo, doces ou cigarros.

 

A desvantagem é que a quantidade reduzida de números traz uma menor combinação de códigos, o que torna o código não tão preciso quanto um código UPC-12 ou EAN-13.

 

UPC-12

 

O código de barras UPC-A ou UPC-12 é o mais utilizado nos EUA e no Canadá, países que possuem a particularidade de usar sistemas de medidas únicos em detrimento ao resto do mundo.

 

Como um código individual, é utilizado com mais frequência em lojas de varejo, sejam de pequeno ou grande porte.

 

Ele foi criado pelo Uniform Grocery Product Code Council - Conselho de códigos uniformes de produtos alimentícios para facilitar os mercados a registrarem suas mercadorias, seja na compra, estocagem ou venda.

 

De acordo com seu nome, o código UPC-12 possui 12 dígitos. O UPC-12 começa com um código individual que identifica o modelo do produto, seja produto farmacêutico, cupom ou produto regular.

 

Depois disso, vem a descrição de 5 números do fabricante, mais 5 números específicos do produto e, por último, um dígito de verificação.

 

Sua vantagem é que eles são simples, populares e podem ser lidos por qualquer leitor de código de barras no mundo.

 

A desvantagem é que seu tamanho e estrutura ainda não é o ideal para trabalhar com registros densos. Portanto, é mais utilizado em lojas de varejo e supermercados.

 

EAN-13

 

O código de barras com certeza é o mais famoso no mundo, principalmente na Europa, e é utilizado em larga escala para registro de mercadorias no varejo, em lojas virtuais e supermercados.

 

O EAN-13 é proporcional ao UPC-12 utilizado nos EUA, ou seja, possui a mesma funcionalidade de registro individual de mercadorias.

 

Também já registrado em seu próprio nome, o código de barras EAN-13 possui 13 dígitos. Os primeiros 3 números são o registro do país de origem e em seguida vem os 5 números que registram a marca da empresa.

 

 

Após isso, o código possui mais 5 códigos que registram realmente o produto de maneira individual e, por fim, existe um número de verificação para garantir a precisão do código.

 

Sua vantagem é que eles são utilizados em todo o mundo, os comércios mundiais já estão acostumados com seu uso, não traz problemas no momento da exportação e podem ser lidos por qualquer leitor de código de barras no mundo.

 

Da mesma maneira que os códigos EAN-8 e UPC-12, o código EAN-13 possui uma pequena estrutura que limita seu registro em produtos mais complexos.

 

DUN-14

 

O código de barras DUN-14 ou Distribution Unit Number é um código que possui a característica de registrar produtos em alta quantidade, por exemplo, em containers, paletes e caixas.

 

O DUN-14 é produzido a partir de um código EAN-13 e, por isso, é possível saber qual mercadorias está presente em caixas ou paletes pelo fato da numeração ser toda baseada em códigos EAN-13.

 

O código DUN-14 possui 14 dígitos, onde seu formato segue a mesma estrutura do código EAN-13, mais a presença de um código verificador.

 

Utilizar o DUN-14 pode auxiliar empresas que tenham que transportar uma grande quantidade de mercadorias, seja dentro ou fora da área de produção e armazenamento.

 

Suas vantagens são muitas, desde melhorar a organização da mercadoria, atender ao mercado da melhor maneira, aumentar as vendas dos produtos e obter mais agilidade nos processos logísticos.

 

Como desvantagem, podemos citar ser limitado ao código EAN-13 para registrar paletes e ser um gasto a mais para a empresa, que terá de acrescentar esse custo no valor final do produto.

 

Código de barras 39

 

O Código 39 surgiu como novidade de mercado ao conseguir codificar números e letras em uma mesma unidade. Seu uso é bastante comum em setores automotivos e militares.

 

Ele possui um tamanho variável, podendo chegar a codificar 43 caracteres variados. Na verdade, ele é nova versão do código 39, que tem por característica codificar 128 caracteres ASCII, mesmo que sejam símbolos especiais e sinais de pontuação.

 

O Código 39 tem a estrutura regular, com caracteres de início e fim ao lado de caracteres de verificação opcionais. Apesar dessa descrição, a estrutura de um código desse modelo pode variar muito conforme o uso que a empresa pretenda dar.

 

A grande vantagem do Código 39 é que ele pode representar praticamente qualquer caractere que seja possível, pela grande versatilidade que tem.

 

Apesar de ser um código excelente por unir caracteres com números, ele pode se tornar excessivamente grande conforme o tanto de informações que forem inseridas em sua estrutura.

 

 

Código 128

 

O Código 128 é o considerado o código de barras mais denso da categoria 1D se tratando do potencial de armazenamento que possui.

 

Seu nome é justamente por conseguir codificar todos os 128 caracteres ASCII, inclusos números, letras, sinais de pontuação e símbolos especiais. Seu uso é bem comum no ramo logístico por conseguir registrar uma quantidade gigantesca de informações de maneira concentrada.

 

O Código 128 é distribuído em três categorias de códigos, onde o conjunto A demonstra o código de letra maiúscula, o conjunto B serve para letras maiúsculas e minúsculas, e o conjunto C lida apenas com dados numéricos, fato que torna possível comprimir ainda mais a quantidade de informações no código.

 

Acredito que esse seja um dos melhores códigos do mercado, não demonstrando nenhuma desvantagem aparente.

 

Sua vantagem competitiva é que consegue codificar um número enorme de informações enquanto seu resultado é um código pequeno, tornando o registro em etiquetas e leitura mais simples.

 

Código de barras intercalado 2 de 5

 

O código de barras intercalado 2 de 5 é um código numérico de duas larguras que tem a característica de codificar informações independentemente do seu tamanho. Entretanto, para que consiga realizar tal feito é necessário haver um número par de dígitos no código.

 

O código intercalado 2 de 5 é usado geralmente para distribuição e identificação em armazéns. Ou seja, pode ser utilizado em caixas de papelão ou de madeira, que possuem seus próprios códigos UPC-12.

 

O código de barras intercalado 2 de 5 inicia sua estrutura com um caractere isolado. Logo na sequência vêm os dados codificados do código, ao lado de um código de verificação opcional e um caractere de parada.

 

Como dito anteriormente, O código de barras intercalado 2 de 5 ou ITF só pode codificar um número par de dígitos. Por isso, quando o código está com um número ímpar é adicionado o zero na frente do código.

 

A grande desvantagem do código de barras Intercalado 2 de 5 é que ele só pode codificar números, sem a presença de letras.

 

Entre as vantagens, podemos citar a maior capacidade de codificação perante seu concorrente código 2 de 5 e a não exigência de autoverificação de dígito, sendo somente opcional.

 

Código de barras Codabar

 

O código de barras Codabar é um código com autoverificação, criado para ser utilizado em formulários impressos, principalmente em impressoras matriciais. Atualmente, é utilizado em bibliotecas, formulários de banco de sangue e pacotes da FedEx.

 

O código Codabar possui 16 caracteres numéricos diferentes, além de ter a opção de adicionar mais 4 letras, geralmente A, B, C e D.

 

A ordem em que as letras são posicionadas indicam onde será utilizado determinado produto e, além disso, não exige código de verificação, já que sua estrutura possui a autoverificação de origem.

 

As principais vantagens do código de barras Codabar é que ele possui um bom espaçamento e permite a leitura até em impressoras padrão. Ao mesmo tempo, sua autoverificação elimina possíveis erros de inserção do código.

 

A grande desvantagem desse código é que ele já foi substituído por outros códigos mais eficientes, que permitem registrar uma maior quantidade de informações em um menor espaço.

 

Código de barras PDF417

 

O código de barras PDF417 é um código de barras empilhado que pode ser utilizado para codificar uma grande quantidade de informação em variados códigos.

 

Caso não saiba, um código de barras empilhado é a união de vários códigos lineares. Por ficar um sobre o outro é chamado de código empilhado, o que dá a possibilidade de codificar uma quantidade gigantesca de informações em um único gráfico.

 

A origem de seu nome é pela estrutura do código, que possui 4 barras e 4 espaços com 17 unidades de comprimento. Consequentemente, seu nome é transformado número 417, ou PDF417.

 

O código PDF417 consegue codificar até 1.800 caracteres ASCII por código de barras ou até 1.100 caracteres binários por símbolo. Seu uso é comum em carteiras de motorista, medidores postais e em pacotes da FedEx.

 

Sua principal vantagem é que consegue codificar qualquer caractere ASCII, além de codificar uma quantidade ilimitada de informações por sua característica de empilhamento.

 

A desvantagem é exatamente o fato de poder codificar uma quantidade muito grande de informações, o que pode ocasionar em problemas de leitura, principalmente em aparelhos e leitores mais antigos.

 

Databar

 

O código de barras Databar é um código pequeno de alta densidade, com a estrutura de 14 dígitos e que permite uma identificação universal para mercadorias em diferentes bancos de dados e empresas.

 

O código Databar possui a característica de ser omnidirecional, ou seja, pode ser digitalizado com precisão em qualquer direção.

 

Em sua estrutura está presente um caractere inicial de proteção à esquerda. Na sequência, os dados são divididos em 4 etapas. Outra característica marcante é que os códigos Databar também podem ser empilhados, caso exista o objetivo de codificar uma maior quantidade de dados consecutivos.

 

O código de barras Databar possui várias vantagens, por exemplo, codificar uma alta quantidade de informações em um pequeno espaço, ser digitalizado omnidirecionalmente e utilizar um dígito de verificação para garantir sua autenticidade.

 

Dentre as desvantagens, podemos citar a incapacidade de codificar caracteres ou símbolos especiais. Além disso, mesmo disponibilizando o empilhamento em sua estrutura, o fato de possuir somente 14 dígitos diminui bastante a capacidade de condensação do código.

 

QR Code

 

O código QR, Quick Read ou Leitura Rápida é um código de matriz 2D que foi criado inicialmente para identificação e registro de peças automotivas.

 

Atualmente, o QR Code é utilizado em diversos locais, seja em propagandas, revistas eletrônicas, panfletos ou jornais. Praticamente todos os aparelhos eletrônicos possuem leitores de QR code em sua própria câmera ou em algum aplicativo.

 

Sua característica é codificar textos em sua imagem bidimensional e levar o leitor direto para o link do código quando realiza sua leitura.

Sua vantagem é que pode ser lido com uma extrema velocidade e ainda oferece a possibilidade de codificar caracteres numéricos, alfanuméricos, binários e até mesmo logográficos chineses.

 

A desvantagem é que devido à capacidade alta de correção de erros, sua capacidade de armazenamento cai consideravelmente.

 

Data Matrix

 

O código Data Matrix é um código de matriz 2D que consegue codificar grandes quantidades de dados em pequenos espaços. Seu uso é mais comum em etiquetagem de componentes, mídia impressa, correios, produtos aeroespaciais e setores de defesa.

 

Graças à sua estrutura é possível codificar até 2.335 caracteres alfanuméricos ou até 3.116 caracteres numéricos. Ele é composto por vários bloquinhos preto e branco com um padrão de distribuição.

 

A principal vantagem do código Data Matrix é que ele consegue ser lido mesmo que 40% de sua área esteja danificada, devido o seu ótimo sistema de correção de erros.

 

A desvantagem é que mesmo possuindo uma alta capacidade de codificação de informações em comparação aos códigos de barras 1D, ainda possui um limite global de codificação que impossibilita o envio de informações muito longas em sua estrutura.

 

 

 

 

Conta pra gente o que achou!

0 comentário

Deixe seu comentário

Comentário

Nome

E-mail

Quanto é 5 + 1?

NEWSLETTER

Digite seu e-mail

Não se preocupe, também não gostamos de SPAM :)